quarta-feira, 7 de agosto de 2013

"Basta-lhes ter vivido um pouco para jamais poderem estar mortos"




Esta pedra que apanhaste acaso à beira do caminho
- tão lisa de tanto rolar - 
é macia como um animal que se finge de morto.

Apalpa-a... E sentirás, miraculosamente, 
a suave serenidade com que os mortos recordam...

Mortos?! Basta-lhes ter vivido
um pouco
para jamais poderem estar mortos

- e esta pedra pertence ainda ao universo deles.

Deposita-a
cuidadosamente
no chão...

Esta pedra está viva!


(Mário Quintana - Antologia Poética)

Um comentário:

PAULO TAMBURRO. disse...

Olá KELLY,

sou seu mais novo seguidor.

Voltarei sempre, pois gostei realmente do que vi.

Na oportunidade, comunico que em um dos nossos blogues o : “SEXO É UM PRODUTO DE CONSUMO” ,estamos colocando várias matérias para a discussão destas novas tendências da pluralidade de gêneros sexuais e suas implicações imediatas para a sociedade.
Nossa formação em Ciências Sociais, levou-nos a repartir com todos estas reflexões que, com a participação de todos , irá enriquecer o entendimento desta nova e vigorosa revolução social, da nossa contemporaneidade.

Espero por você.

Um abração carioca