terça-feira, 27 de agosto de 2013

"Minha vida não foi um romance..."











       "A minha vida foi um romance" - diziam,depois de uma pausa e um suspiro, aquelas velhinhas que apareciam antigamente nos lares a vender rendas e bordados. Não sei por que os de casa desconversavam. Por sinal que anos depois escrevi, para as consolar postumamente, um poema que começava assim: "Minha vida não foi um romance"...

        Não, a vida nunca é um romance: falta-lhe o senso da composição, o crescendo que leva ao clímax. Tudo acontece tão sem lógica e sem preparo que os seus golpes nos deixam atônitos mas de olhos secos, como se fôssemos heróis,nós que enxugamos furtivamente os olhos no escuro das salas dos cinemas - só porque o diretor do dramalhão soube desenrolar devidamente o filme.



(Mário Quintana - Seleção de textos, notas, estudos biográfico, histórico e crítico por Regina Zilberman)



  'Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

 
Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

 
Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

 
Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso.. de um gesto.. um olhar...

Um comentário:

PAULO TAMBURRO. disse...

Pois é KELLY,

se do romance não fazemos gosto, que dirá do outro suposto, antagônico atrevido, essa tal da tragédia.

E quando caímos nesta desgraça, muito sem graça , ela mina os andares de baixo das nossas emoções e desconstrói o que, sempre se pediu fossem, os muitos andares dos nossos sonhos.

E o que condói,feito passarinho filhotinho molhado abandonado em dia de tempestade e de mãe ausente, é que, se pede tão pouco tipo um sorriso, um gesto, um olhar...

Só repeti o pouco também ,das suas vontades,na verdade vontades de todos, vontades...

Um abração carioca.